Câncer – o impacto e o medo

Educação e Cidadania News de 31.05.2013 – 2º Bloco.

Para Beth Bieging a descoberta do câncer foi um divisor de águas. Para ela o apoio e a orientação dos médicos do CAPS do Ribeirão da Ilha em Florianópolis, foi fundamental. Quando descobriu que tinha leucemia, a jovem estudante de 19 anos, Hemilin Alves, num primeiro momento pensou que ia morrer, porque segundo ela, é o que todas pensam quando descobrem o câncer. Naquele momento o apoio dos pais, foi essencial.

Para a bela modelo Flávia Flores que criou no facebook a fanpage Quimioterapia e Beleza já curtida por quase 21 mil pessoas, o mundo desabou aos seus pés quando o médico a informou que nódulo sob a prótese de silicone que usava, era cancerígena. “Chorei por 10 dias”, falou. Mas conseguiu superar aquele momento e hoje com o apoio da família e suas cats no facebook descobre maneiras de encarar as químios que terá de fazer até 2014 e de recriar a sua vida.

Comments are closed.